segunda-feira, 11 de setembro de 2006

A Culpa é do "Cão"

É oficial. Hitler e Stalin estavam endemoniados:

"Estou convicto de que Hitler, Stalin, eram possuídos pelo demónio e que o nazismo - em massa - era possuído pelo Maligno. Auschwitz, Dachau: não podem ser explicadas as atrocidades cometidas nesses lugares sem se cogitar numa perfídia verdadeiramente diabólica. E não há nenhuma dúvida de que o demónio influiu muitíssimo no mundo cultural. O demónio quer distanciar o homem de Deus."

Confiram aqui a entrevista completa com o exorcista oficial do Vaticano, o Padre Gabriele Amorth.


Arrazoemos então:

1) Quem é o responsável pelos pecados cometidos na época? Será que Hitler e Stalin são responsáveis por seus próprios pecados, ou a responsabilidade é dos demônios que os controlavam?

2) Será que a igreja Católica entende realmente o que aconteceu quando Adão pecou? Será que ela entende a profundeza do estado de depravação do homem?

É meus caros... Já já vão oficializar que o "Cão" está aqui em São Paulo, liderando o PCC.

8 Comments:

Anonymous Juan de Paula said...

É Daniel,

tentar tirar a culpa do homem e colocar no Diabo!

Entendo que Satanás pinta e borda quando o indivíduo é levado pelas profundezas de sua miséria e que ri quando todas essas desgraças acontecem.

Mas a teologia desse padre nada se difere da IURD também, numa espécie de pan-demonismo!

Que Deus tenha misericórdia dessa humanidade, volta logo Jesus!

Juan

segunda-feira, setembro 11, 2006 2:30:00 PM  
Anonymous Juan de Paula said...

É Daniel,

tentar tirar a culpa do homem e colocar no Diabo!

Entendo que Satanás pinta e borda quando o indivíduo é levado pelas profundezas de sua miséria e que ri quando todas essas desgraças acontecem.

Mas a teologia desse padre nada se difere da IURD também, numa espécie de pan-demonismo!

Que Deus tenha misericórdia dessa humanidade, volta logo Jesus!

Juan

segunda-feira, setembro 11, 2006 2:31:00 PM  
Blogger André Scordamaglio said...

Daniel,

Ué...não é a igreja neo e pentecostal que coloca a culpa no diabo?!

Que raios a ICAR tá fazendo isso agora?

Ah, já sei...

Que forma mais eficiente e exdrúxula de ganhar adeptos. Ou será que estou delirando?! =P

Abraços

terça-feira, setembro 12, 2006 9:35:00 AM  
Blogger Daniel Portela said...

Engraçado essa transição da ICAR né André?

Antigamente apontava pecado em todo lugar, agora busca concentrar o pecado no diabo e seus demônios.

Interessante seu comentário. Será que estão adotando formulas carismáticas para retomar o crescimento? É de se pensar...

terça-feira, setembro 12, 2006 10:41:00 AM  
Blogger André Scordamaglio said...

Os movimentos mais recentes da ICAR tem sido de se "neopentecostalizar".

Eles tem programações bacanas para jovens, criaram até uma ICAR Carismática, mais avivada, com cânticos chamativos e padres pop´s.

Estão repensando sobre alguns valores mais tradicionais ainda como o falar abertamente sobre temas polêmicos e afins...

Em contrapartida, a IURD vende vaga no céu.

Santa confusão, Batman!

terça-feira, setembro 12, 2006 11:59:00 AM  
Anonymous Juan de Paula said...

Daniel e André,

a ICAR tem essa teologia desde a idade média!

O "carismatismo" da ICAR é adaptar sua teologia a pós-modernidade, mas esse dualismo pan-demonista já existia desde outrora!

Sei la, pelo menos é minha leitura!

Abração,
Juan

terça-feira, setembro 12, 2006 3:11:00 PM  
Blogger André Scordamaglio said...

Juan,

Não creio que seja assim sabe por quê?

Quando a ICAR faz a venda da indulgência ela está pretendendo dizer que você é pecador mas pode se garantir no céu, não nos moldes bíblicos (através do sacrificio de Cristo) mas pela compra.

Nesse intento ela tem que te mostrar pecador necessariamente, pois se ela coloca a culpa no diabo, por que comprar uma vaga no céu se não sou tão pecador assim?!

Em contrapartida, quando você culpa os demônios pelos seus pecados, há um confoto espiritual gerado pela consicência limpa de não-punição, afinal, o criador de todos os males seria o capiroto.

Abraços

quarta-feira, setembro 13, 2006 5:12:00 PM  
Anonymous Hélio Angotti Neto said...

Sobre a "demonização" de Hitler e Stalin, eu discordo. O que temos na verdade é todo um povo que caminhou consciente rumo à atitudes criminosas e desumanas. Genocidas como Stalin e Hitler jamais teriam se tornado grandes líderes numa sociedade normal.
A culpa então é de todos os que consentiram com o mal?
Sim.
E a responsabilidade?
Sim.
MAs e quem foi contra?
Bem, quem foi contra ou fugiu ou morreu martirizado. Quem disse que fazer o bem é fácil? Muitos pagaram o preço por compreender os atos cruéis que se faziam naquela época, e muitos outros ainda pagam o preço por aceitarem o mal em suas vidas e em sua sociedade.
Cada povo tem o líder que merece e que escolhe.

quarta-feira, novembro 12, 2008 9:15:00 PM  

Postar um comentário

<< Home